Category Archives: Uncategorized

Rugidos de Leão

Este mercado de transferências está ao rubro. Ainda falta mais de um mês para estar encerrado o mercado e o Sporting já adquiriu 13 jogadores, sendo que os jogadores foram na minha opinião grandes aquisições, embora falte um defesa esquerdo de melhor qualidade e assim sendo, o Sporting estaria dotado de um plantel de grande qualidade até mesmo para conquistar a Liga Europa, passo o exagero.

Quem é que me conquistou mais até ao momento? Não tenho um nome definido, até porque o Rinaudo é um grande senhor tal como o Schaars. Têm classe no nome, e nos pés. O ataque tem tudo para ser demolidor; com um Rubio e o Wolfswinkel a mostrarem serviço na pré-época; e a defesa… é uma questão de tempo.

A equipa neste momento só precisa de ganhar entrosamento, e teremos tudo para estar em Maio a festejar no Marquês do Pombal!

Van Wolf…. Quê? Melhor ficarmos pelo Ricky.

Acabámos de contratar um dos pontas de lança mais promissores da Holanda. E um aviso para os leitores menos crentes e mais críticos pelos videos do Youtube. Não critiquem com base nos vídeos, os responsáveis pelo Sporting ao contratar têm uma ficha detalhada da vida dos jogadores. E o Carlos Freitas tem um vasto leque, mas mesmo enorme, detalhado sobre potenciais reforços para Alvalade.

Este jogador creio que vai dar enormes alegrias ao Sporting, e agora sim, chegou um “sucessor” de Liedson, para muitas épocas, espero.

Silly season

Aceitam-se sugestões. Começou a época. A altura que os jornais desportivos fazem correr tinta que metade dava, com nomes sonantes ou jovens promessas do fm, está de volta. E no Sporting esses nomes são vários, correndo da defesa ao ataque. Alberto “El Mudo” Rodriguez, Garay, Bobo, entre outros. Rodriguez e Bobo dentro de dias têm o contrato assinado para rumarem a Alvalade. Contudo, não me surpreenderia se o peruano fosse para o Porto caso Rolando saísse. Para já está garantido o Carrillo. Adivinho as próximas capas deste miúdo… Sporting vai de Carrillo… Mete a 2 no Carrillo… Espero ver este “next Farfan” a ter todo o sucesso em Alvalade.

Naquela de sonhar, gostava que viesse um ponta de lança de nome sonante na Europa, de uma grande equipa, capaz de rebentar com a liga portuguesa, fazendo os tais mais de 20 golos que se pede a um Striker. Gostava de, para além do que se fala na imprensa, que viesse um extremo direito, rápido e bom no cruzamento. Só assim é que estariam reunidas as condições para um futebol atractivo no que toca à vertente ofensiva.

Na defesa, contento-me com a vinda do Rodriguez e mais um defesa central, saindo assim ou o Polga ou o Torsiglieri. E claro, um defesa esquerdo para fazer concorrência ao Evaldo. Por fontes próximas, há uma equipa grega disposta a dar 3 milhões pelo Grimi. É melhor venderem-no e oferecerem-no com papel de oferta.

Dentro em breve falar-vos-ei sobre as dispensas do SCP

Regresso

Hoje, após voltar a consultar este blog, e para meu espanto reparei no número de visitantes. Algo que motivou-me a regressar a fazer mais uns posts acerca da minha opinião acerca do novo Sporting. Com este novo fulgor leonino, trazido com a vinda de Domingos Paciência, faz com que volte a acreditar e comente sobre a actualidade leonina e sobre a política de contratações trazida pela dupla forte do futebol Luis Duque & Carlos Freitas. Até breve.

Sporting versão 2010-2011

É com agrado que vejo que o Sporting nesta pré-epoca tem mostrado uma personalidade que há muito tempo que os adeptos leoninos tanto queriam. Este Sporting, apesar de não ser o candidato favorito à conquista do título, tem-se apresentado com uma dinâmica diferente, disposta a esquecer o fiasco da época transata. Desde logo, apresenta uma nova cara, “limpando” a mobília velha do plantel, vendendo e emprestando jogadores da sua cantera que eram os meninos do Paulo Bento. De referir que eles são o João Moutinho (que sinceramente devia ter saído à dois anos, aquando do interesse do Barcelona e outros, mas com a sua desvalorização o Porto foi a colocação que puderam fazer), o Pereirinha (que tem que evoluir e deixar de ser o 12º jogador que era em Alvalade) e outros como o Adrien ou o R. Batista.

Esquecendo as saídas, as contratações têm-se revelado algo acertadas. Desde logo, Maniche, que como num post anterior, apresenta-se como o patrão do meio campo, distribuindo o jogo de uma maneira simples, mas com um esplendor a fazer esquecer as opiniões daqueles que diziam que ele ja estava muito velho, longe disso. Também Evaldo mostra-se como uma escolha muito acertada, galvanizando por completo a ala esquerda do Sporting, ajudando nas acções ofensivas dos extremos.

Por falar em extremos há que referir Valdés, que embora ainda se esteja a familiarizar-se com o plantel já introduz muita qualidade à mesma, sendo forte no 1×1 e apresenta muita qualidade ao drible. Continuando nas alas, a grande surpresa neste conjunto é a qualidade apresentada por Diogo Salomão, que é uma grande, mas agradável, surpresa com um grande potencial pela frente e que deverá ser aproveitada pelo conjunto leonino.

André Santos é o bom reforço, pois revela-se bom de bola e tem muita qualidade no passe. Sinceramente será um grande jogador e poderá ser melhor se aprender com os jogadores mais veteranos do plantel, Maniche e P. Mendes.

Quanto a Nuno A. Coelho e Torsiglieri ainda se encontram a adaptar-se às rotinas de Alvalade, com o argentino a ser o que tem maiores dificuldades no plantel pois na Europa encontra-se uma realidade defensiva totalmente diferente daquela apresentada nos Torneios Clausura ou Abertura.

Não obstante das diferenças que as saídas ou as entradas possam causar efeito no plantel, há de facto uma revolução levada a cabo por Paulo Sérgio no conjunto de Alvalade. O renascer das cinzas de Vukcevic, o aproveitamento a extremo de Djaló, ou mesmo a polémica em torno do titular da braçadeira de capitão, transmite a ideia de que este conjunto está mais coeso e com mais personalidade do que no último ano, sem sombra de dúvidas.

Petrovic e Maniche no Sporting. Verdade ou talvez não.

Nesta recta de final de época/início do mundial, já se está a preparar o futuro do plantel do Sporting. Concordo que seja agora, pois até os jogadores já convocados para o mundial estão a um preço mais acessível, e não serão inflacionados com o final do mesmo, o que acontece quer em mundiais ou em europeus. Para este caso entra concretamente o reforço Petrovic para o Sporting.

Para entrar uns, têm de sair outros. E é o caso de João Moutinho e de Miguel Veloso. No caso de Veloso é natural, pois a grande época que realizou, mesmo com a sombra que o Sporting foi no campeonato, merece sem sobre dúvidas um salto qualitativo na sua carreira desportiva, que deverá naturalmente passar pelo estrangeiro, fala-se claro que poderá ir ou para o Inter ou até para o Real Madrid, dependendo claro está da aprovação do Special One. Já João Moutinho é o caso de que está entrando numa fase descendente da carreira se continuar ao serviço do clube leonino. Dado que apresenta já cinco anos de camisa ao peito dos leões, é obvio que já está aos olhos dos adeptos leoninos como algo habitual e monótomo. No meu ponto de vista, embora seja uma qualidade, a sua polivalência traiu-lhe, passando a ser um pronto-socorro para todas as posições do meio campo da equipa de Alvalade. Considerando que ainda é jovem, mais também a injusta não convocação para o Mundial 2010, posso dizer que este é o timing ideal para que este jogador possa mudar de ares e seguir outros voos.

Mas quem virá substituir estes dois grandes jogadores de forte polivalência? Fala-se agora de Maniche e Petrovic. Mas também podemos falar de André Santos que regressa agora, do empréstimo que efectuou em Leiria. Começando pelos mais jovens. Revelação desta temporada da liga portuguesa, André Santos merece, sem sobre de dúvidas, afigurar-se entre o futuro plantel leonino e já aí colmatava a saída de Veloso na posição de 6. As qualidades evidenciadas ao longo da época mostraram que a Academia de Alcochete ainda tem muita qualidade e produz sempre grandes talentos para o mundo do futebol. Agora falando de Petrovic. É, como normal, o jogador que possuo menos argumentos para efectuar uma análise detalhada, contudo posso atrever a dizer que este medio-campista vem resolver um problema que existe há muito tempo na equipa verde-e-branca. A altura. Os seus 194 centimetros fazem uma diferença enorme, dado que o jogador que vem substituir tem 167, chamado João Moutinho. Este jogador com capacidade de efectuar a posição de 10 será também uma boa alternativa a Matias Fernandez que assim até pode efectuar a ala esquerda, fazendo uma parelha com ele, Pedro Mendes e também Maniche, se considerarmos que Izmailov será vendido. Maniche, jogador adepto leonino desde muito cedo, será o reforço que talvez os adeptos leoninos conhecem melhor. Este internacional de 32 anos, que marcou tantos golos decisivos em fases finais ao serviço de Portugal, poderá ser o reforço mais valioso, dos até agora falados, para o Sporting. Jogador capaz de fazer as posições tanto de 6 como de 8 se necessário, mas mais centrado para a direita, é o jogador com mais experiência que poderá entrar no plantel. Dono e senhor de um currículo invejável, poderá e deverá ser o mentor deste plantel jovem e mostrar que este novo Sporting que vai nascer seja irreverente e, como ambiciono campeão. Resta saber se este defeso mostrará a tal irreverência que tanto quero no meu Sporting.

Vai um triplete?

Ontem, no jornal i, Butt afirmava: “Português? Como o Mou? Não vão ter sorte nenhuma.” Ontem mostrou-se errado. Van Gaal, na conferência de imprensa antes do jogo da final, afirmava que Mourinho jogava à defesa. Na minha optica, ontem o Inter não se mostrou nada defensivo. Pelo contrário, mostrou-se como uma equipa que sabia jogar tanto à defesa como ao ataque. Um futebol simples e eficaz.

Ontem, não pude acompanhar os primeiros 15 minutos de cada parte, mas o resto mostrou que o Inter fez um excelente jogo, fruto de uma atitude colectiva, bem como os lances de jogadas individuais de grandes jogadores como o Milito e o Sneijder. Além disso, também foi interessante ver a entrega da equipa ao jogo, vendo Eto’o em missões defensivas, com Lúcio que efectou um lance ofensivo genial que com um pouco de mais sorte poderia fazer o 3-0 que conferia ao resultado a dignidade merecida.

De todos os jogadores que actuaram ontem, tenho de destacar sem sobre de dúvidas Milito, que efectuou um jogo decisivo e espectacular. Em três jogos consecutivos deu o triplete ao Inter, marcando contra a Roma, Siena e agora Bayern. Acredito que no final do jogo, Moratti estaria feliz com o seu investimento de 25 milhões naquele jogador, que nunca tinha actuado num clube daquela dimensão, mas que tem categoria para tal. Tenho pena que ele não tenha surgido mais cedo nesta esfera tão alta do futebol, pois acredito que ele teria tanto para dar ao futebol. Mas ainda vai a tempo, pois ainda vai oferecer várias épocas recheadas de grande sucesso. Contudo, passa-me a ideia de que o Mundial poderá não ser-lhe muito feliz. Será a quarta ou quinta opção atacante e Milito noutra selecção seria titularíssimo. Mas com nomes como Messi, Higuaín, Tevez e Agüero e concorrência afigura-se difícil.

Outra surpresa de ontem (ou não), vai para o anúncio de que Mourinho vai treinar para a próxima temporada o Real Madrid. Agora tem uma grande oportunidade para que seja campeão europeu em três clubes europeus. Contudo a tarefa não será fácil. Tendo uma equipa recheada de grandes individualidades pode ser que exista um mau ambiente no balneário e a não ser que Mou mostre o pulso firme que tanto o caracterizou o sucesso naquela equipa será apenas miragem. Mas a equipa que tenha Mourinho, tem tudo. Um grande treinador, 17 títulos numa década, é obra. Logo merece todo o melhor do mundo, de alguém que põe o nome de Portugal em destaque em todo o Mundo. Parabéns Mourinho.

Portugal e o Mundial 2010

Após um longo período de interregno volto para comentar o mundo do futebol, mas agora de uma maneira mais abrangente. Não vou cingir-me só à actualidade futebolística do meu clube, mas agora irei abranger-me de uma maneira mais internacional, e também claro à selecção nacional. Aliás, a selecção de todos nós será primeiro tema que vou falar.

Já não se sente o impacto de há 6 anos quando Portugal atingiu a final do Euro 2004, mas ainda se sente a emoção de quando se fala em Portugal, e existe o acreditar de que Portugal poderá ir longe na prova que brevemente vai começar. Contudo agora, existem mais adeptos cépticos. A euforia destes desapareceu quando Portugal ficou pelo caminho quando Portugal ficou pelos Quartos-de-final do Euro 2008 e também pela fase de qualificação sofrida para chegarmos à fase final do Mundial.

Esta euforia apareceu de uma maneira brusca e a meu ver de uma razão de estarmos mal habituados. Só nestas últimas duas decadas (digo duas e não uma porque a Geração de Ouro proporcionou-nos várias oportunidades de singrarmos na elite mundial) é que Portugal atingiu um patamar superior. Mas existiu outros “deuses” de futebol tuga. Mas foi só agora que atingimos o patamar colectivo que tanto queríamos. Mas para  povo não é suficiente. Todos querem mais. Exigem que sejam campeões, nem que seja à força. Será pela situação política e económica do país? A certeza que tenho é que a selecção Portuguesa, nem que seja de dois em dois anos se torna o ópio da população e permite que vivamos numa bolha.

Dia 15 de Junho será o dia decisivo para verificarmos as aspirações que Portugal terá. Contra a Costa do Marfim, às 15 horas. Se Portugal ganha, afirmo com toda a força que Portugal terá uma palavra a dizer quanto à sua participação no Mundial. Caso contrário, admito que as mesmas aspirações são muito limitadas.

Ainda, acerca da selecção nacional tenho uma dúvida? Será que o ranking da FIFA está correcto? Será que somos realmente a terceira melhor selecção da actualidade? Como se explica que estamos à frente de uma das grandes selecções favoritas ao ceptro que é a Inglaterra? Como se explica que estamos à frente de uma selecção que nunca perdeu um jogo da qualificação para o mundial, que por acaso se chama Holanda? Não estou contra Portugal. Longe disso.  Apenas digo isto porque este ranking coloca as expectativas do nosso povo ainda mais altas, e como o ditado diz, quanto mais alto o voo, maior pode ser a queda.

Sporting CP vs Hertha Berlim

Pouco posso acrescentar ao que foi dito nas reacções após o jogo. Realmente foi um jogo muito pobre, mas como se diz às vezes, vale mais o resultado do que a exibição. Um jogo apagado das duas partes, com muitos erros ao nível do passe, e poucas ocasiões ofensivas por parte do Sporting. O coro de assobios no final do jogo, para o futuro, deveria motivar os jogadores pois é evidente que o Sporting tem de demonstrar que é equipa para melhor futebol. Mas uma resalva, na Liga Europa, o Sporting é a equipa que tem maior vantagem sobre o 2º classificado, pois o Herenveen empatou com o Vetenspills na Letónia, equipa essa que é a próxima adversária nos dois seguintes jogos da nova competição da UEFA. Melhor jogador em campo: Abel, porque surgiu com cortes importantes no jogo, e também voltou a ter a alegria de jogar à bola. Pior jogador em campo: Liedson, é raro acontecer, mas teve muita influência no jogo, em devida parte pelo jogo nunca chegar a si mas também por não ir atrás da bola, algo que é uma característica sua.

Proximo jogo: SCP vs Belenenses (2ª Feira, SportTv)

Jogador Do Mês

liedson5

1º – Liedson – voltou aos golos (leva 5 golos em 11 jogos), garantiu a vitória em pleno menos dois encontros (P.Ferreira e Heerenveen) e estreou-se na Selecção Nacional com um golo frente à Dinamarca.

2º D. Carriço – revelou-se como o patrão da defesa leonina e marcou o seu primeiro golo pelo SCP frente ao Olhanense.

3º R. Patrício – Foi o MVP frente ao FCP o que levou ao interesse do jogador pelo Manchester United; foi recentemente chamado à Selecção Nacional.