O que o futuro nos reserva.

João Moutinho vestido de verde-e-branco. É uma recordação do passado. Agora deparamos com um meio campo do Sporting recheado de qualidade e capacidade, se bem que é notória a falta do Rinaudo, para articular a defesa e o meio campo.

Não é o regresso do João que é o cabeça-de-cartaz para o espectáculo de amanhã, mas sim, a possibilidade do Sporting ficar a três pontos dos actuais detentores do título. Se perder, considero bem capaz o afastamento do Sporting da luta pelo título. Com o empate, o claro beneficiado é o Benfica que distancia-se dos adversários em caso de vitória nesta jornada.

Hoje o Público (http://desporto.publico.pt/noticia.aspx?id=1527853) revela que o Sporting tem preparado um grande ambiente de hostilidade para o clássico de amanhã. É um claro volte-face nas políticas que vinham a ser abordadas pelos dirigentes do clube ao longo dos últimos anos. A relação com os rivais não é claramente a mesma. Se houve polémica com a venda dos bilhetes no dérbi da Luz, agora pode estar o verniz com esta dimensão toda em torno da recepção da equipa do Norte. Mas posso ajudar as mentes mais esquecidas que na altura que o Porto jogava no Estádio das Antas, a recepção aos adversários não era muito diferente. Podem acompanhar por aqui http://www1.ionline.pt/conteudo/73287-ivkovic-nas-antas-o-balneario-cheirava-sempre-bagaco.

Leiam aqui o comunicado oficial do Sporting acerca desta polémica (http://www.sporting.pt/Noticias/Futebol/Fut_Prof/notfutprof_futcomunicado_060112_86213.asp)

Aqui apresento as estatísticas do último derbi. É caso para dizer: Descubra as diferenças.

Seja como for, são 11 contra 11. E neste caso quem ganha não é a Alemanha.

Este blog irá a partir de agora ter uma actualização quinzenal. E pede-se aos leitores que comentem para que enriqueçam o debate em torno de cada post.

Momentos de poesia

Nova época, e como sempre bate-se na mesma tecla. E ainda bem. “Este ano é que é!!” Infelizmente, chega a Dezembro e já estou a fazer contas para o próximo ano. Sofrer faz parte do vocabulário leonino. Mas ser sportinguista é isto e muito mais. Sofrer, insultar os jogadores, mandar vir com os árbitros, dizer que os dirigentes não prestam. Que o Evaldo não passa de um coxo que nem nos Salgueiros jogava. Que o Sporting é um leão enjaulado do Circo Cardinali, que não apostamos nos nossos jogadores da cantera como à 10 anos.

Eu quero acreditar que essa cassete foi destruída nas pilhagens de Londres. Quero ver a garra em cada lance, quero ver o Rubio a enfiar 3 “batatas” no Olhanense, quero ver o Big Mac a largar um coice no Wilson Eduardo (que acredito que será alto jogador daqui a 3 anos. Não tenho pressa), e diga-lhe, “Learn to play! And then, came with me!”, com aquele olhar matador.

Como sportinguista eufórico espero começar com uma goleada para ficar logo em primeiro lugar e ser 1º lugar todas as trinta jornadas.

Quero estar presente num grande ano do Sporting para um dia poder dizer aos meus futuros filhos e netos que a grandeza do Sporting é isto. Passamos por muito. Mas a glória é eterna.

ESFORÇO, DEVOÇÃO, DEDICAÇÃO E GLÓRIA.

(Alguém que ponha o grande lema na porta do balneário em todas as línguas, para dar moral aos moços.)

Rugidos de Leão

Este mercado de transferências está ao rubro. Ainda falta mais de um mês para estar encerrado o mercado e o Sporting já adquiriu 13 jogadores, sendo que os jogadores foram na minha opinião grandes aquisições, embora falte um defesa esquerdo de melhor qualidade e assim sendo, o Sporting estaria dotado de um plantel de grande qualidade até mesmo para conquistar a Liga Europa, passo o exagero.

Quem é que me conquistou mais até ao momento? Não tenho um nome definido, até porque o Rinaudo é um grande senhor tal como o Schaars. Têm classe no nome, e nos pés. O ataque tem tudo para ser demolidor; com um Rubio e o Wolfswinkel a mostrarem serviço na pré-época; e a defesa… é uma questão de tempo.

A equipa neste momento só precisa de ganhar entrosamento, e teremos tudo para estar em Maio a festejar no Marquês do Pombal!

Van Wolf…. Quê? Melhor ficarmos pelo Ricky.

Acabámos de contratar um dos pontas de lança mais promissores da Holanda. E um aviso para os leitores menos crentes e mais críticos pelos videos do Youtube. Não critiquem com base nos vídeos, os responsáveis pelo Sporting ao contratar têm uma ficha detalhada da vida dos jogadores. E o Carlos Freitas tem um vasto leque, mas mesmo enorme, detalhado sobre potenciais reforços para Alvalade.

Este jogador creio que vai dar enormes alegrias ao Sporting, e agora sim, chegou um “sucessor” de Liedson, para muitas épocas, espero.

Dispensas e Plantel 2010-2011 (Defesa)

Não conto contigo. Esta é a expressão que Domingos Paciência utilizou e vai utilizar numa carrada de jogadores que simplesmente não reúnem condições para um Sporting capaz de lutar pelo título.

Começando na baliza. O Timo Hildebrand já tornou público que não fica no plantel, já tendo despedido dos adeptos pelo facebook. Ou seja, para o próximo ano, as redes leoninas ficarão à responsabilidade do RP Gigante, do Tiago, e muito provavelmente do Victor Golas, a quem será dada uma oportunidade como 3º guarda-redes, depois de uma época, podemos falar, positiva, no Boavista.

Lateral Direito. Aqui existem vários jogadores já contratualmente ligados ao Sporting que podem ficar para a próxima época. João Pereira, João Gonçalves, Cédric, Abel, Pedro Silva e Pereirinha. Acreditando que este último sai e que Cédric é emprestado para jogar mais ainda ficam 4 jogadores. A situação do Abel é algo delicada, pois em final de contracto, ainda fala-se de uma possível renovação de um ano, e depois deverá integrar a equipa técnica de Alvalade, tendo em conta que até é doutorado em educação física. Pedro Silva até realizou uma boa época e não é menos jogador que Abel, é uma questão de ver na pré-época se é uma mais valia no plantel de Alvalade.

Centrais. Com Daniel Carriço e Rodriguez certos no plantel, e com a imprensa a falar na continuidade de Polga, a única saída que está garantida é de NAC que vai para o Braga. Torsiglieri continua num impasse, tudo dependendo da contratação de mais um central. Possívelmente será ou o Alex Silva, irmão do girafa do Benfica, ou o Paulão, defesa central de 197 cm do Braga. Aqui é questão de ver o comportamento no mercado por parte de Duque e Freitas.

Esquerda. Evaldo tem assegurada a continuidade no plantel enquanto que Grimi tem guia de marcha. Acreditando que André Marques é para emprestar, e nunca mais se ouviu falar de Wundt, a contratação poderá ser de alguém com um perfil jovem, e que encaixe nas características de Marcelo ou Fábio Coentrão, que são exemplos dos laterais esquerdos modernos. Seria positivo, na minha opinião ver um jogador como Traoré que actualmente se encontra na Juventus a jogar em Alvalade.

Terminando na defesa, outro caso que merece atenção é o de Caneira. Tenho as minhas dúvidas se merece continuar no plantel, mas não invalido a oportunidade de disputar um lugar no plantel na pré-época.

Silly season

Aceitam-se sugestões. Começou a época. A altura que os jornais desportivos fazem correr tinta que metade dava, com nomes sonantes ou jovens promessas do fm, está de volta. E no Sporting esses nomes são vários, correndo da defesa ao ataque. Alberto “El Mudo” Rodriguez, Garay, Bobo, entre outros. Rodriguez e Bobo dentro de dias têm o contrato assinado para rumarem a Alvalade. Contudo, não me surpreenderia se o peruano fosse para o Porto caso Rolando saísse. Para já está garantido o Carrillo. Adivinho as próximas capas deste miúdo… Sporting vai de Carrillo… Mete a 2 no Carrillo… Espero ver este “next Farfan” a ter todo o sucesso em Alvalade.

Naquela de sonhar, gostava que viesse um ponta de lança de nome sonante na Europa, de uma grande equipa, capaz de rebentar com a liga portuguesa, fazendo os tais mais de 20 golos que se pede a um Striker. Gostava de, para além do que se fala na imprensa, que viesse um extremo direito, rápido e bom no cruzamento. Só assim é que estariam reunidas as condições para um futebol atractivo no que toca à vertente ofensiva.

Na defesa, contento-me com a vinda do Rodriguez e mais um defesa central, saindo assim ou o Polga ou o Torsiglieri. E claro, um defesa esquerdo para fazer concorrência ao Evaldo. Por fontes próximas, há uma equipa grega disposta a dar 3 milhões pelo Grimi. É melhor venderem-no e oferecerem-no com papel de oferta.

Dentro em breve falar-vos-ei sobre as dispensas do SCP

Regresso

Hoje, após voltar a consultar este blog, e para meu espanto reparei no número de visitantes. Algo que motivou-me a regressar a fazer mais uns posts acerca da minha opinião acerca do novo Sporting. Com este novo fulgor leonino, trazido com a vinda de Domingos Paciência, faz com que volte a acreditar e comente sobre a actualidade leonina e sobre a política de contratações trazida pela dupla forte do futebol Luis Duque & Carlos Freitas. Até breve.

Pega-se o touro pelos cornos!

Sporting mete finalmente a quarta e assim sendo consegue ser o terceiro classificado à condição, faltando ver o que o Vitória de Guimarães consegue ver logo à noite frente ao Portimonense em jogo de encerramento da jornada. Mas o que é de destacar é a vitória por 2-1 frente ao Leiria.

Com a estatística recente favorável ao Leiria, que desde 05/06 não perdia em casa frente ao Sporting, com uma época pelo meio em que não jogaram entre si, o Sporting procurava dar continuidade às 3 vitórias alcançadas em outros tantos jogos anteriores, e também a procurar alcançar a 2 vitória fora de portas, a equipa de Alvalade, face à escassez de jogadores, causado pela razia de lesões esta semana, apresentou alternativas, que acabaram por fazer toda a diferença.

Com uma disposição tática 4-2-2-1-1, ou seja, meio campo constituído por Maniche e André Santos, alas efetuadas pelo João Pereira e Vukcevic, e Valdés numa posição de 10 ou falso avançado, e a frente de ataque entregue a Postiga, foi o chileno que abriu as hostilidades com um bom golo, e assim sendo fazendo o primeiro golo com a jersey verde desde a sua contratação no presente ano.

Passados oito minutos, sensivelmente, uma descoordenação total da defesa leonina, com muitas culpas para o argentino, novidade no onze, Torsiglieri, que falhou o corte, o jogador que em tempos chegou a ser falado para efetuar parceria com Liedson, Carlão, efetuou a igualdade no marcador. 1-1 no marcador. Novamente o Sporting continua a marcar passo no jogo, apesar de ter maior posse de bola, até que à entrada da área, o Valdés, que já tinha feito o gosto ao pé, marca desta vez um grande golo, que entrou na baliza a mais de 100 km/h.

Ao intervalo, pela primeira vez esta época, o Sporting já tinha feito dois golos. Na segunda parte, o Sporting mostrou a sorte, ou a falta dela, que anda a assombrar nos últimos tempos. A equipa que mais remata na liga, falhou por diversas vezes o golo, que acabou por não entrar. Numa segunda parte sem muita estória, destaca-se para a equipa de Caixinha a grave lesão de M. Soares que num remate efetuado à baliza leonina, acaba por partir a perna e irá parar pelo menos 3 meses.

De destacar também para o lado da equipa leiriense, a presença do ex-jogador mais acarinhado pela massa adepta do Sporting, Sá Pinto, que se mostrou profissional durante o jogo, (destacar que não festejou o golo do brasileiro Carlão), e que no fim do jogo acabou por ir abraçar também os jogadores com quem chegou a trabalhar na época passada.

Esperemos que o Sporting continue a sua senda de vitórias, já na próxima quinta frente ao Gent, a contar para a Liga Europa, onde na Bélgica já poderão, em caso de vitória garantir a vitória.

Nota: Na medida do possível, O Chuto Final, começará a adotar o novo acordo ortográfico nos seus textos.

Gestão Do S.C.P. PARTE I (As lesões)

Este é um tema que será reflectido durante alguns posts, de modo a poder exprimir as minhas ideias de modo claro sobre a “doença” que se passa no Sporting.

Hoje vem a descoberto mais um episódio do departamento médico do Sporting que assim vem tornando-se qualitativamente igual ao do SLB; ou seja, uma vergonha. Depois da lesão, da recuperação, e de uns treinos, vem-se a verificar que Pedro Mendes ainda precisa de ser operado. Isto é uma verdadeira TRETA! Para não dizer pior, pois este é um episódio lamentável ao qual se junta o Caso Izmailov.

Podem dizer que a maldição do número 7 ainda existe, mas se tivessem “reparado” com sucesso o joelho do Czar, ainda podíamos ter alguma palavra quanto à luta pelo título. O que se passa afinal com ele? Lesões constantes no joelho e salvo erro, 2 operações. Lamentável. Desde do jogo com o Porto na liga do ano passado, no qual fizemos o melhor jogo do ano, nunca mais se viu o russo a não ser em esporádicas partidas, mas depois queixando-se de problemas físicos. Mais uns meses e temos mais um Bosingwa ou Hardgreaves que estão no estaleiro há 1,2 anos respectivamente.

Importa referir que estes dois jogadores são fundamentais para a luta pelo sucesso entre as diferentes competições nas quais o Sporting está inserido. Embora já o Izma não seja um caso de extrema necessidade, o mesmo já não se pode dizer do Mendes. O médio, que embora ainda tenha feito um jogo este ano, no qual lesionou-se, é o parceiro ideal de Maniche, e embora o Santos esteja a desempenhar um trabalho razoável, e o Zapater ainda está a adaptar-se ao futebol luso, a verdade é que quando o Mendes está a jogar o futebol do Sporting ganha uma outra dimensão, e só assim consegue-se atingir a vitória.

Por agora é tudo, e no futuro analisarei a gestão do Sporting na política das contratações.

O Sporting dos tempos modernos

Nunca esperei ter de falar sobre este assunto, mas o Sporting ainda numa espiral decadente, sem nexo nem explicação, algo que me deixa chocado e também, como sócio sportinguista, muito triste.

Neste momento não vejo aquelas quatro palavras que caracterizam o Sporting Clube de Portugal. Esforço, Dedicação, Devoção e Glória. É que Esforço e Dedicação não vejo a ponta de um corno, e eu como todos os adeptos Sportinguistas esperavam, era que se atingisse um nível exibicional semelhante ao conseguido ao da pré-epoca. Nada disso, e como consequência, o Sporting já sofreu duas derrotas e um empate no campeonato e chegou mesmo a ter a participação na Liga Europa comprometida.

A culpa será de quem? Dos jogadores? Da equipa técnica? Da Direcção? Eu vou fazer uma breve declaração e espero de não ter de falar sobre este assunto no futuro. Dos jogadores? Não acredito. Ainda por cima, grande parte deste plantel chegou este ano, ou pelo menos na segunda volta do campeonato da época passada. Da equipa técnica? Muito menos, estes chegaram de  fresco. Utilizando uma expressão célebre, a cabeça do polvo neste momento é José Eduardo Bettencourt, que desde que assumiu a presidência do Sporting, e sendo o primeiro presidente leonino remunerado, e não fez nada mais do que vulgarizar uma instituição que neste momento tem tantos troféus como o Barcelona ou o Real Madrid. Este clube, que também prima por ser um clube ecléctico, neste momento não passa de uma marca deprimente, a qual tem-se um presidente com uma newsletter oficial a pedir apoio aos adeptos, algo que já saturou os adeptos, e pelo menos a mim, temos um presidente, que fez do Paulo Bento um treinador fetiche, dizendo-o que ele era forever (na realidade, até parece que o SCP precisa de ir à bruxa). Um presidente, que também só foi eleito, pois até tinha um passado já conhecido, e em comparação com o extremista do Paulo Pereira Cristovão, venha ao diabo e escolha. Naquele momento, faltou um presidente, ou pelo menos um nome que conseguisse vulgarizar estes dois, principalmente o eleito que só quer destruir o bom nome que o SCP tinha até à data. Para que conste, eu era a favor da continuação do Felipe Soares Franco à frente da gestão Sportinguista, até porque não razões de queixa, e foi este mesmo que fez a melhor transferência da história do clube, ao contrário do JEB que vendeu muito mal o Judas Moutinho e o Miguel Veloso.

O meu apelo é que se continue a amar o Sporting, mas que se pense duas vezes em apoiar a liderança que está lá dentro.